sexta-feira, 6 de agosto de 2010

E tu? Onde estás?

Toca-me levemente e desaparece... É tudo o que sabes fazer!

Ao meu lado, só a tua imagem, já desfocada. Apenas reconheço o teu sorriso. Ah, o teu sorriso... Minha companhia de noites claras, meu rio transparente e traiçoeiro no qual me banho, despido de mim! Pudesse eu pegar no teu sorriso e guardá-lo numa caixinha, pequenina, e mantê-la debaixo da almofada e dormir, dormir para sempre agarrado a esse sorriso mágico... Oh, e os teus olhos! Consigo ver os teus olhos, o brilho dos teus olhos, esse brilho de céu sobre mim!
Mas é só uma imagem, já desfocada! Não há sorriso, não há olhar, não há brilho! Há trevas! Trevas! Há mergulhar no vazio insípido desta existência!

E tu? Onde estás?

Fotografia: RobertoTerra

Sem comentários:

Enviar um comentário